Como funciona o pagamento de impostos por débito direto (com vídeo)

O débito direto permite eliminar o risco de o contribuinte se esquecer de pagar o(s) imposto(s) atempadamente e de ficar sujeito a coimas e custas.

Debito Direto
O débito direto foi desenhado de modo a permitir o total controlo por parte do contribuinte sobre quanto, que impostos e até quando quer pagar desta forma.

O pagamento de despesas por débito direto é uma opção que tem vindo a crescer e há também a possibilidade de pagar impostos por este método. Aliás, dados de setembro revelaram que quase 172 mil contribuintes aderiram ao pagamento de impostos por débito direto. https://d457d6a6fe4bfe59fa8d020c9c6c994e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O débito direto foi desenhado de modo a permitir o total controlo por parte do contribuinte sobre quanto, que impostos e até quando quer pagar desta forma. Ou seja, depois de adesão, é possível escolher que impostos se pretende tratar por débito direto, durante quanto tempo quer fazê-lo e até associar-lhe um valor limite.

O débito direto permite eliminar o risco de o contribuinte se esquecer de pagar o(s) imposto(s) atempadamente e de ficar sujeito a coimas e custas.

A Autoridade Tributária (AT) divulgou um vídeo que explica como funciona este método de pagamento. Veja aqui: 

Leia Também: AT está a efetuar melhorias na aplicação da flexibilização de pagamentos

FONTENoticias ao minuto
Artigo anteriorSaiba o que fazer para evitar o incumprimento com o final das moratórias
Próximo artigoRendas abrandam. Preço do metro quadrado subiu 5,5% para 5,61 euros