Cinco cuidados para garantir segurança nas operações bancárias online

Saiba como fazer operações bancárias seguras através da Internet sem comprometer a sua segurança - e a das suas contas.

A pandemia fez com que mais pessoas optassem por resolver vários assuntos através da Internet e o mesmo se passa relativamente à banca. Além dos cuidados habituais relacionados com o produto bancário, o Banco de Portugal recomenda que os clientes tenham em consideração outros cinco cuidados. 

  • Proteja o equipamento através do qual realiza operações bancárias (computador, tablet ou smartphone)
  1. Proteja o equipamento com uma palavra-passe que impeça a sua utilização por terceiros;
  2. Não permita que a sessão do site ou de aplicações com informação confidencial se inicie automaticamente;
  3. Proteja o equipamento com programa antivírus e anti-spyware e manter estes programas atualizados;
  • Proteja as ligações de internet
  1. Mantenha o seu browser sempre atualizado;
  2. Proteja as comunicações sem fios (WiFi) através da adoção de protocolos seguros e evite a utilização de hotspots públicos;
  3. Digite sempre o endereço eletrónico ao qual pretende aceder, em vez de usar uma hiperligação (link) ou de aceder ao histórico da internet.
  • Utilize aplicações móveis (APPs) seguras
  1. Instale apenas aplicações com caráter fidedigno, obtidas em lojas de aplicações oficiais. Nem todas as aplicações são seguras e podem conter software malicioso;
  2. Analise, com cuidado, as avaliações (reviews) das aplicações. Muitas são falsas e propositadamente criadas para induzir o utilizador a instalar a aplicação;
  3. Verifique as permissões de acesso aos seus dados, exigidas pelas aplicações. Não descarregue aplicações cujas permissões exigidas lhe pareçam excessivas.
  • Proteja os seus dados pessoais e a informação confidencial
  1. Não divulgue palavras-passe a terceiros. As palavras-passe são pessoais e intransmissíveis;
  2. Não escolha palavras-passe demasiado óbvias (por exemplo, 123456, ABCDEF, QWERTY) ou associadas a informação pessoal fácil de obter (datas de aniversário, nome dos filhos ou de cônjuges, números de telemóvel);
  3. Utilize diferentes passwords para diferentes contas.
  • Colabore com a instituição
  1. Observe os procedimentos de segurança que lhe são transmitidos pela instituição, incluindo sempre que realizar operações bancárias através dos canais digitais;
  2. Contacte imediatamente a sua instituição caso detete movimentos que não autorizou ou que não reconhece, mantendo um controlo frequente e atento das suas contas;
  3. Comunique à instituição financeira qualquer suspeita de fraude antes de prosseguir a operação bancária.
FONTENoticias ao minuto
Artigo anteriorVendas a retalho recuam na zona euro em julho, Portugal com maior subida
Próximo artigoEconomia circular. O que é?