Mercado automóvel sobe 27% mas ainda abaixo das vendas em 2019

O mercado automóvel em Portugal cresceu 27,3% no primeiro semestre, mais caiu 34,1% em comparação com 2019, antes da pandemia de covid-19, segundo dados hoje divulgados pela ACAP -- Associação Automóvel de Portugal.

“No primeiro semestre de 2021, foram colocados em circulação 99.322 novos veículos, o que representou uma diminuição de 34,1% relativamente a 2019, apesar da comparação com 2020 mostrar um aumento de 27,3%”, indicou, em comunicado, a ACAP.

A associação justificou estes números com o impacto da pandemia de covid-19 na procura e com a crise dos semi-condutores, que está a afetar a oferta.

Assim, 2021 está a ser “particularmente difícil” para o setor, depois das quedas registadas no ano anterior.

No mês de junho, foram matriculados 22.232 veículos automóveis, menos 25,3% do que no mesmo mês de 2019, mas mais 62,5% do que comparado com junho de 2020.

Por categoria, foram registados, em junho, 18.936 automóveis ligeiros, mais 71% do que no período homólogo.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, as matrículas de ligeiros ascenderam a 81.445 unidades, uma subida de 25,6% em relação ao período homólogo.

Por sua vez, o mercado de ligeiros de mercadorias totalizou 2.796 unidades em junho, uma progressão de 19,1%.

No primeiro semestre, este mercado atingiu 15.309 unidades, avançando 31,7% em comparação com 2020.

Já o mercado de veículos pesados, que engloba os de passageiros e de mercadorias, subiu 96,1% em junho para 500 veículos.

Entre janeiro e junho, as matrículas de pesados fixaram-se em 2.568 unidades, um aumento de 67,7% face ao primeiro semestre de 2020.

Leia Também: Produção de automóveis em Portugal sobe mais de 50% entre 2008 e 2020

FONTENoticias ao minuto
Artigo anteriorComo Calcular o valor da sua empresa
Próximo artigoComo cuidar do dinheiro e melhorar a sua vida financeira