Nissan planeia corte de 30% na produção

A Nissan pretende reduzir o número de carros de produz de 2,6 milhões de veículos entre abril e dezembro, em comparação aos 3,7 milhões, do ano passado

A Nissan está a planear um corte de 30% na produção global de veículos até dezembro, uma vez que a empresa registou uma queda nas vendas devido à pandemia, revelou uma fonte próxima da produtora automóvel à Reuters esta quinta feira, dia 16 de julho.

A segunda maior fabricante de automóveis do Japão pretende produzir cerca de 2,6 milhões de veículos entre abril e dezembro, em comparação aos 3,7 milhões, do ano passado. A Nissan fabricou 4,6 milhões de carros em 2019.

A pandemia tem sido particularmente difícil para a Nissan, que em maio, lançou um plano de reestruturação de longo prazo, depois de registar sua primeira perda anual em 11 anos. A produtora do Rogue SUV e do carro elétrico Leaf fabricou cerca de 307.000 veículos em todo o mundo, uma queda de 62% em relação ao período homólogo, segundo dados mensais da produção.

A Nissan, que ainda não anunciou uma previsão de vendas para este ano, recusou-se a comentar os planos de produção.

Os fabricantes de automóveis têm enfrentado algumas dificuldades depois das fábricas terem parado atividade, em março. As concessionárias de automóveis também fecharam em muitos países, o que fez com que as vendas de veículos aumentassem de março a maio, seguindo-se de uma queda em junho.