Empresas em funcionamento na primeira quinzena de junho sobem para 96%

A percentagem de empresas em funcionamento aumentou de 83% em abril para 96% em junho.

Os resultados do inquérito excecional dirigido às empresas pelo Banco de Portugal e pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) apontam para uma melhoria ligeira da situação das empresas na segunda quinzena de junho, com 96% já em funcionamento. 

“A percentagem de empresas em funcionamento foi 96% (+1 p.p. que na quinzena anterior), salientando-se o setor do Alojamento e restauração, onde a percentagem aumentou 5 p.p., fixando-se nos 82%. Comparando os resultados ao longo do segundo trimestre, a melhoria é mais notória, com a percentagem de empresas em funcionamento a aumentar de 83% em abril para 96% em junho“, pode ler-se no relatório

Além disso, face à situação que seria expectável sem pandemia, 66% das empresas reportaram um impacto negativo no volume de negócios (compara com 68% na quinzena anterior).

O alojamento e restauração e os transportes e armazenagem foram os setores com mais empresas a reportarem reduções no volume de negócios (87% e 80%, respetivamente). Ao longo do segundo trimestre, a percentagem de empresas respondentes com redução no volume de negócios, face à situação expectável sem pandemia, decresceu de 80% em abril para 67% em junho.