5 Lições de Empreendedorismo de Howard Schultz, o homem responsável pelo sucesso da Starbucks

Cinco lições de empreendedorismo de Howard Schultz, que lhe permitirão executar e colocar a sua ideia de negócio no caminho do sucesso.

A Starbucks é uma das maiores e mais bem sucedidas cadeias de café do mundo, com aproximadamente 24.000 filiais em 70 países da América, Europa, Ásia, e emprega 149.000 pessoas. O seu modelo de negócio consiste em personalizar os produtos dos clientes, gerar uma rápida expansão da marca, oferecer uma experiência agradável à sociedade e construir uma relação pessoal com quem quer que adquira o serviço. As suas receitas variam entre $24.000 e $26.500 por ano.

O responsável por este sucesso é Howard Schultz, que criou um modelo de negócio que procurou revolucionar a forma como o café era vendido e consumido pelas pessoas através de uma filosofia que se distinguia dos outros, e que levou o seu negócio ao sucesso. Ele teve a oportunidade de ensinar às pessoas através de palestras e livros que o caminho para o sucesso é longo e árduo, mas que ao ser persistente pode lá chegar; é por isso que partilharemos consigo cinco lições de empreendedorismo de Howard Schultz, que lhe permitirão executar e colocar a sua ideia de negócio no caminho do sucesso.

As melhores lições que podemos aprender de Howard Schultz

  1. Os detalhes contam.
    Pequenos detalhes são extremamente valiosos quando se trata de empreendedorismo, e Schultz é claro quanto a isso. Por exemplo, o facto de ter sido capaz de fazer arrancar o seu projecto empresarial simplesmente conhecendo um produto tão básico como o café e acrescentando algo característico pelo qual as pessoas eram atraídas, este elemento mais a sua personalização desempenhou um papel chave no sucesso da Starbucks.
  2. Tem de se certificar de que escolhe os parceiros certos.
    De acordo com Schultz, é extremamente importante escolher os parceiros certos ao trabalhar com eles, pois devem ser competentes, semelhantes em valores, altamente conhecedores, transparentes, empenhados e socialmente competentes. A ideia é que eles devem tentar contribuir para o seu projecto, e não devem ser um obstáculo para si.
  3. É bom admitir o fracasso, assumir a responsabilidade e continuar a aprender com ele.
    As pessoas que entram no espírito empresarial geralmente cometem erros e tentam continuar a fingir que estes nunca aconteceram ou deixam passar despercebidos, não se apercebendo que isto lhes pode criar problemas maiores. Segundo Schultz, o verdadeiro empreendedor não é aquele que não comete erros, mas aquele que admite que cometeu um erro, falhou, assume a responsabilidade pelas suas ações e continua a aprender com elas, fornecendo soluções e evitando cometê-las novamente.
  4. Tem de cuidar da sua gente, para que a sua gente cuide do cliente.
    Segundo Schultz, as pessoas em posições operacionais são a base da empresa. Se a pessoa que empreende o projecto não cuida dos seus trabalhadores, provavelmente haverá falhas nos processos internos da empresa. O verdadeiro empresário, segundo o fundador da Starbucks, é aquele que cuida da sua gente, que tenta cuidar do bem-estar dos seus trabalhadores e que compreende o conceito de qualidade humana.
  5. O investimento mais inteligente é a sua equipa.
    Deve tentar investir mais na sua equipa do que em qualquer outro aspeto do seu projeto empresarial, uma vez que esta é a base de tudo, se tiver pessoas treinadas para realizar e executar as fases do negócio que pretende abrir, os resultados serão bons, caso contrário, nada funcionará.

Se tiver em conta estas lições, possivelmente o seu negócio estará no caminho para o sucesso.