Rendas estão a descer nas cidades mais ricas. É altura de negociar?

As principais cidades do mundo estão a registar um decréscimo das rendas.

os preços do arrendamento estão a descer, no seguimento da pandemia gerada pelo novo coronavírus.

Nos principais centros financeiros do mundo – desde Nova Iorque a Toronto, passando por Londres ou Sydney – os preços do arrendamento estão a descer, no seguimento da pandemia gerada pelo novo coronavírus. 

“As pessoas são loucas se não estiverem a negociar uma renda mais baixa agora”, disse Tim Lawless, diretor de research para a Ásia-Pacífico da CoreLogic, citado pela Bloomberg. “A oferta está elevada e a ocupação caiu”, acrescentou. 

Com o teletrabalho e com o encerramento de vários estabelecimentos, a equação sobre o sítio onde morar está a mudar. 

Por cá, o preço médio de arrendamento caiu 7% em setembro, para 1.050 euros, em comparação com o mesmo mês de 2019, mas subiu 1,74% em relação a agosto, quando era de 1.032 euros, de acordo com um estudo do Imovirtual.

Leia Também: Candidaturas a rendas acessíveis em Lisboa arrancaram. O que deve saber